002 – Sobre mim

Posted on 10 de abril de 2010

2


Olá a todos! Conforme prometido aqui estou eu novamente pra falar um pouquinho sobre mim, o que julgo ser relevante para que vocês conheçam melhor os fundamentos nos quais as minhas ideias estão baseadas.
 
Bom, estou formando em um curso da área de psicologia, mas ao mesmo tempo sempre me interessei por assuntos como parapsicologia, esoterismo, teosofia, religiões, astronomia, história das civilizações antigas, entre outros. Me considero uma pessoa cética e extremamente racional… questiono tudo antes de aceitar alguma coisa como verdade. Ao mesmo tempo não tenho dificuldades em mudar conceitos ultrapassados. Adquirir conhecimentos é como construir um quebra cabeças… podemos presumir o lugar de uma peça e coloca-la solta no meio da mesa, mas conforme as peças próximas vão se encaixando, em um dado momento podemos comprovar se aquela primeira peça era realmente dali ou não. Se não era, não adianta querer mante-la no lugar… ela precisa sair dali pra dar lugar à peça correta. A medida que procuramos pelas verdades, é como se fôssemos examinando várias peças de quebra-cabeças e testando-as em vários lugares. Baseadas em outras verdades já descobertas, podemos verificar com mais precisão se a próxima peça realmente se encaixa ali ou não.
 
O problema é que é muito raro encontrarmos pessoas que buscam a verdade. A maioria aceita verdades impostas por terceiros. Outras negam informações preciosas sem se dar o trabalho de verificar a sua veracidade. Afinal, no século XXI não temos tempo pra pensar em muita coisa, fora as que estão na nossa rotina, não é mesmo?
 
Não aceito ideias preconcebidas (principalmente as que vem das religiões), a não ser que eu sinta essa ideia como uma verdade absoluta. Já tive contato com várias religiões e doutrinas, o que me deu uma visão muito abrangente das diferenças e similaridades entre todas. Atualmente não estou ligada a nenhuma delas… penso nas religiões como diferentes tentativas humanas de decifrar uma verdade que é muito maior. E é triste constatar que às vezes essas tentativas têm falhas grosseiras…
 
Uma primeira constatação muito importante é a seguinte: existem muito mais coisas do que os nossos 5 sentidos podem perceber. E uma segunda não menos importante é a seguinte: muitas das histórias que costumam nos contar não correspondem à verdade. Muita coisa é escondida, muita coisa é inventada, muita coisa é alterada. Pretendo falar mais disso posteriormente…
 
Continuando… Acredito em Deus, mas da maneira que as pessoas geralmente acreditam. Talvez possa ser conveniente pensar em Deus como um espírito, um pai, uma “personalidade”. Mas na verdade, considero isso apenas uma muleta, para conseguirmos representar uma entidade que é incompreensível no nosso atual estágio de evolução.
 
Bom, tendo falado um pouco de mim, no próximo email entrarei um no assunto que realmente nos interessa: 2012.
 
Até a próxima!!
Maria Bianca

Anúncios
Posted in: Textos