025 – Um resumo sobre as profecias

Posted on 13 de outubro de 2010

2


Como não fiz isso até hoje, acho interessante colocar aqui um resumo de algumas das principais profecias que definem nossa época atual como uma época de transformação. Algumas delas eu não me aprofundei e não verifiquei até que ponto são reais ou são especulações sensacionalistas. Recomendo que tenham bom senso na leitura, sabendo que qualquer informação passada deve ser considerada como uma peça que pode ou não ser aproveitada.
 
Confesso que me senti um pouco desconfortável em escrever esse email, porque essas informações, que estão aos montes na internet, além de serem muito vulneráveis a distorções, são apenas uma porta de entrada para um assunto muito vasto e profundo. Estudar as profecias é como ler a sinopse de um filme, enquanto o que acontece agora é que estamos fazendo parte desse filme.
 
A profecia mais famosa da época atual é a maia. A tradição maia nos diz que o Planeta Terra passa sempre por 5 grandes ciclos ou eras, cada um com cerca de 5.125 anos. Segundo a sua profecia, o dia 21/12/2012 representa o último dia do quinto grande ciclo, quando ocorrerá um alinhamento astronômico do nosso sistema solar com o centro da nossa galáxia, alinhamento este que ocorre a cada 26.000 anos. Com este alinhamento, o nosso Sol recebe um pulso energético do centro da galáxia (uma espécie de comunicação cósmica). O nosso sol, por sua vez, repassa essa energia a todos os planetas, gerando um salto quântico em tudo o que existe. Os maias tinham profundo conhecimento astronômico, tendo conseguido calcular, já naquela época, todos os eclipses solares até o fim do nosso ciclo. Segundo alguns canalizadores e esotéricos, essa energia do centro da galáxia será responsável pela ativação de partes adormecidas do nosso DNA, possibilitando o renascimento de capacidades latentes do nosso corpo, como a telepatia.
 
Como indiquei no texto 023, vários crop circles indicam transformações que corroboram a teoria maia. Vários pictogramas indicam informações a respeito de mudanças no DNA, existência extraterrestre, ciclos solares e lunares, etc. É interessante observar que em 2008 um dos Crop Circles genuínos ilustra a formação planetária de dezembro de 2012, talvez querendo nos alertar para algo importante que ocorrerá nesta época.
 
O época atual é também de grande significado para os índios Hopis do Arizona. A Profecia Hopi é uma tradição que é passada de pai para filho há inúmeras gerações. Os índios Hopis previram a chegada do homem branco, as guerras mundiais, as armas nucleares, os vazamentos de petróleo, entre outros, sendo esses últimos os sinais que o mundo estaria chegando ao fim.  Eles prevêem que o tempo acabará quando a humanidade passar para o “quinto mundo”. Os Hopis escondem suas profecias do público em geral. Mesmo não havendo nada específico com relação a datas, os índios Hopi já consideram que todos os sinais esperados pela sua profecia milenar já foram cumpridos.
 
A cultura suméria, amplamente estudada pelo pesquisador Zecharia Sitchin, indica a existência de um décimo planeta, chamado Nibiru, o qual possui uma órbita alongada e perpendicular aos outros planetas. Este planeta teria um período de translação de aproximadamente 3600 anos. A cada vez que este planeta passa próximo ao sistema solar, seu campo de gravidade e poder magnético causam diversos transtornos em vários planetas, abalando suas órbitas. Muitos atribuem as constantes mudanças de eixo na Terra à passagem cíclica de Nibiru no nosso sistema solar. O planeta Nibiru também é citado por Chico Xavier, que o chama de “planeta chupão”, pois ele atrairia todos os espíritos cujas vibrações não se adaptassem às novas vibrações da Terra. Nostradamus também indica em suas profecias a passagem de uma “grande estrela” ou “corpo celeste” pelo nosso sistema solar. Também nas profecias de Ramatis, cita-se a aproximação de um “astro intruso” ou “planeta higiniezador”. O Apocalipse de João cita a passagem de “uma grande estrela ardente com um facho”, chamada “Absinto”. Os astrônomos denominaram este astro de “Planeta X”, mas ainda não existem comprovações científicas definitivas de sua existência. Outros nomes para este corpo celeste: Marduk, Hercólubus, Nêmesis.
 
Os religiosos e espiritualistas esperam pelo “Apocalipse”, “Juízo Final” ou “Armagedon”, a separação espiritual do “joio e do trigo” ou a “batalha final entre Deus e Satã”, que se dará com a chegada de um messias (ou extraterrestres, em uma visão mais moderna), o colapso total da civilização humana baseada no materialismo/egoísmo e o início de um “novo mundo”, com uma nova civilização voltada ao espiritualismo, amor e fraternidade (“o Céu descerá à Terra”). Numa linha mais esotérica, alguns falam que a chegada dos extraterrestres se dará após um cataclismo provocado pela passagem do “segundo sol”. Os espíritas dizem que a Terra está passando por um período de transição, que mudará o planeta de um mundo de provas e expiações para um mundo de regeneração. Os mórmons, cuja igreja é por eles denominada de “Igreja dos Santos dos Últimos Dias”, também aderem à visão do Apocalipse bíblico para esta época.
 
Estudiosos do “Livro Perdido de Nostradamus” fazem interpretações do que seria um aviso de Nostradamus sobre um período que começa em 1999. Segundo estas interpretações, Nostradamus parece nos avisar sobre um evento de grande magnitude que pode ocorrer nessa época.
 
O “I Ching” (um dos livros mais antigos do mundo) tem sido usado há mais de 5000 anos pelos chineses como fonte de sabedoria e inspiração, assim como para a tomada de decisões com relação ao futuro. Muito antes da popularização da tradição maia, o livro foi decodificado através de um método que usa a teoria dos fractais. Essa codificação mostrou que grandes eventos acontecem na Terra segundo um padrão predefinido (a teoria dos ciclos está presente em várias tradições). Os resultados dessa codificação mostravam as épocas em que existiriam a maior probabilidade de grandes eventos mundiais ocorrerem. O ano de 2012 é o único ponto onde a probabilidade de um grande acontecimento chega ao nível máximo.
 
Na visão dos cientistas, a única preocupação com data de 2012 são as violentas tormentas solares previstas para este ano e o degelo total do Pólo Norte. Uma grande tempestade solar poderá trazer consequências assustadoras para a humanidade, uma vez que as redes de energia e os sistemas de comunicação poderão entrar em colapso, causando distúrbios sócio-econômicos extensos. Em 2003 foram descobertos “buracos” no campo magnético da Terra, indicando que o polo magnético da Terra pode estar se invertendo (processo que também acontece ciclicamente). Uma deficiência no nosso escudo protetor contra as tempestades solares pode fazer com que a Terra não suporte a máxima solar que vai ocorrer por volta de 2012.

Algumas fontes sugerem que estamos atualmente nos aproximando do final do Kali Yuga (Idade do Ferro) que, segundo a tradição Hindu, é a última e mais negativa das quatro eras evolucionárias do grande ciclo manvantárico. Esta é a era onde a gratificação dos sentidos é a meta da existência, onde se acredita somente no que se vê, onde não existe misericórdia e onde Deus se tornou um mito. Segundo os preceitos do hinduísmo, Kalki, o 10º e final avatar de Vishnu, virá montado num cavalo branco, manuseando uma espada flamejante com a qual irá derrotar o mal e restaurar o dharma, dando início a um novo ciclo, uma nova Idade de Ouro ou Satya Yuga. No “Brahma-Vaivarta Purana”, que é um texto religioso Hindu, o senhor Krishna diz a Ganga Devi que uma nova Idade de Ouro irá começar 5 000 anos depois do início do Kali Yuga e que esta durará 10 000 anos. O Kali Yuga Hindu começou em 18 de Fevereiro de 3102 a.C. Só existe uma diferença de 11 anos entre o começo do Kali Yuga e o começo do 5º Grande Ciclo dos maias.
 
Infelizmente seria difícil aprofundarmos em cada uma das profecias. É uma pena eu não ter arquivado os bons textos que achei quando iniciei minhas pesquisas sobre o assunto. Atualmente isso seria ainda mais difícil, uma vez que grande parte material encontrado a respeito das profecias se tornou tendencioso, ou tem sofrido alterações com a intenção de criar um sensacionalismo ainda maior sobre o assunto. As deduções só podem ser feitas através da reunião dessas leituras com outras experiências que podem corroborar ou não a veracidade de cada uma delas. As peças boas que sobram, aos poucos, começam a se encaixar e a deixar a imagem do quebracabeça cada vez mais clara. 
 
Até a próxima,

Maria Bianca

Anúncios
Posted in: Textos