041 – Enfim, o fim. Rumo a um novo começo

Posted on 8 de abril de 2012

0


Anuncio que esse será meu último texto, pois creio que a partir de agora os acontecimentos falarão por si próprios, mesmo para aqueles que ainda estão imersos na ilusão. Durante os últimos 2 anos enviei 40 textos, onde sei que muito pouco foi dito, mas que tiveram o objetivo de servir como incentivadores, como uma porta de entrada para uma quantidade imensa de informação que está disponível para os que sentiram que era o momento de pesquisar. Nunca foi minha intenção fazer com que as pessoas formassem alguma opinião simplesmente pelo que leram nos meus textos, inclusive porque sei que estou propensa a equívocos. Sou uma pesquisadora, e não é difícil eu mudar minha visão a respeito das coisas quando descubro novas peças do quebra-cabeça. A verdade não tem dono e é interpretada de formas diferentes por cada um. O importante é treinarmos nosso discernimento para, aos poucos, sabermos reconhecer as informações realmente valiosas. É sempre bom lembrar que só deveríamos nos permitir acreditar em alguma coisa quando esse novo conhecimento fosse construído a partir de várias informações conseguidas por esforço próprio, pesquisadas em diversas fontes, que se encaixassem até que pudéssemos enxergar o que é comumente chamado de “The Big Picture”. Os que correram atrás têm agora o privilégio de ter uma percepção mais clara do que estamos prestes a passar, e a missão de passar esse conhecimento adiante.
 
Na minha percepção atual, entraremos em algumas semanas num período intenso de transição entre o antigo e o novo, onde muitas informações finalmente virão à tona. Sabendo que a grande maioria das pessoas ainda não teve contato suficiente com o que está por trás do nosso cotidiano, é natural que haja um período de caos. Muito do que acreditávamos ser real irá por água abaixo e, para muitos, essa mudança pode ser, pelo menos inicialmente, assustadora. Cabe aos que já têm uma visão mais abrangente do que está acontecendo assumir o importante papel de instrutores. Até então, temos nos rendido ao medo de sermos ridicularizados por acreditarmos em algo – ou sabermos de algo – diferente do que é aceito por padrão. Mas os próximos meses da nossa história nos impulsionarão com toda a força para a missão de ajudar por meio do compartilhamento do que sabemos.
 
É essencial também que possamos suprimir a revolta que poderá nascer com relação aos que nos fizeram mal – pois muito nos será revelado nesse sentido. Temos a missão de educar a todos sobre a natureza destrutiva da raiva, da revolta e do desejo de vingança. Vamos nos lembrar e lembrar aos outros que não cabe a nós punir os que de alguma forma nos prejudicaram. Que possamos extinguir também o medo, outro sentimento que só nos separa da nossa essência divina. O fim desse ciclo não será apocalíptico ou catastrófico. Enfim, será completamente desnecessário nos desgastarmos com esses sentimentos, e isso deve ser ensinado e divulgado a todos.
 
O desdobrar dos acontecimentos indica que os primeiros sinais da grande mudança provavelmente virão com as notícias sobre as resignações, afastamentos, renúncias e prisões de inúmeras pessoas em posição de poder, na área da política, mídia, religião, governo e instituições financeiras. Esse será o primeiro grande passo para a instauração de um novo governo que terá a missão de liberar toda a abudância à qual sempre tivemos direito, incluindo a energia livre do petróleo e outras inúmeras tecnologias que foram suprimidas por décadas em favor da máquina capitalista. Livres do controle, a mídia nos revelará tudo o que nos foi escondido por tanto tempo. Verdades estarrecedoras virão a público como a criação de doenças pela indústria farmacêutica, as reais intenções do ataque de 11 de setembro, a “criação” das guerras com objetivos financeiros, as alterações propositais no que nós é ensinado como história, entre outras. Quando essas notícias chegarem a nós, podemos ter certeza que elas passarão a fazer parte apenas do passado. Em pouco tempo, seremos então apresentados à realidade da vida extraterrestre e à presença benevolente desses seres em prol de uma transformação ainda maior que está por vir.
 
Para que chegássemos à fase atual, foi necessário um esforço conjunto monumental de muitas pessoas ao redor do mundo. A complexidade da operação que está se desenrolando é gigantesca, visto que ela desmantela um esquema secular altamente organizado, que controla a mídia e usa assassinatos, tortura, desinformação e subornos para não ser exposto. Nada foi construído e planejado de um dia para o outro. Inúmeras histórias e batalhas se desdobraram em diversos níveis (visíveis e invisíveis), por muito tempo, para que tudo se materializasse. E enfim chegamos ao grande momento, à consolidação desse grande plano, à reta final do atual ciclo da humanidade, rumo a uma realidade muito mais justa, feliz e repleta de abundância!
 
Meu papel como Maria Bianca termina por aqui. Mas continuo, com todo o empenho e vontade, a realizar meu trabalho de todas as outras formas possíveis. Somando meu esforço ao de todos vocês, é uma honra fazer parte dessa grande transformação.
 
Com a certeza de que estamos à beira de uma nova fase repleta de amor, paz e alegria, desejo de coração que todos sejam abençoados e se sintam amados.
 
Maria Bianca
Anúncios
Posted in: Textos